Alvenaria estrutural: o que é e quais as vantagens?

Alvenaria estrutural: o que é e quais as vantagens?

Na última semana, nós produzimos um conteúdo sobre paredes de concreto. Para continuar nesse ritmo, hoje resolvemos te explicar um pouco mais sobre outro sistema construtivo disponível como alternativa à alvenaria convencional. Podemos te adiantar que a premissa da alvenaria estrutural é: diga adeus aos pilares e as vigas! 

Então, para compreender esse método e não confundir a alvenaria estrutural com a convencional (também chamada de alvenaria de vedação), é só seguir lendo o conteúdo! 

O que é a alvenaria estrutural?

Como já adiantamos, a alvenaria estrutural parte do conceito de descartar a necessidade de pilares e vigas. Dessa forma, são as próprias paredes que fazem a sustentação da edificação, ou seja, suportam toda a carga e distribuem para a fundação. Justamente por isso, esse sistema exige uma atenção especial na hora do projeto e da compra dos materiais. 

Por necessitar sustentar a edificação, é muito importante que o projeto preveja não só a carga da estrutura e ocupação, mas também as laterais, com o vento. Todo o sistema precisa trabalhar em conjunto para que a distribuição das cargas seja feita de maneira eficiente. Por isso, calcular o dimensionamento e localização ideal para vãos e aberturas, como de janelas e portas, é fundamental para que nenhuma parede fique muito frágil. 

Tipos de blocos estruturais

Boa parte dos fornecedores de suprimentos para a obra, trabalham tanto com os blocos estruturais quanto com os de vedação. Então, a primeira dica é atenção total e sempre repassar ao fornecedor qual a finalidade do bloco na hora da compra, para garantir que não irá comprar o errado. 

Os blocos estruturais podem ser encontrados em concreto ou em cerâmica e possuem algumas diferenças na aplicação.

  • Bloco de cerâmica: é uma ótima escolha se você busca mais conforto térmico na sua edificação. Além disso, ainda são leves e fáceis de manusear. Em compensação, são mais frágeis e podem acabar sendo danificados com mais facilidade no ambiente da obra, o que é um grande problema, já que os blocos precisam estar 100% íntegros para aplicação na estrutura. 
  • Bloco de concreto: é excelente para quem busca conforto acústico no empreendimento. Diferente dos blocos cerâmicos, são mais pesados, mas também mais resistentes. Não é recomendado que esse tipo de bloco seja manuseado em dias de chuva, devido a sua capacidade de absorção de água, que pode resultar em problemas futuros na obra.

Além disso, as formas dos blocos podem variar de acordo com a necessidade. Existem os blocos comuns, mas também os tipo calhas e canaletas, que têm papéis importantes quando se opta por estrutura armada. 

Estrutura armada ou estrutura não-armada?

Você já sabe que o sistema de alvenaria estrutural é responsável por sustentar a edificação, mas será que só os blocos são o suficiente para um sistema seguro e estável? Nem sempre! Por isso, temos a opção da alvenaria com estrutura armada e não-armada.

  • Estrutura armada: é recomendada para construções de prédios altos, pois além dos blocos e argamassa, o sistema recebe o reforço de barras ou fios de aços no meio do vazado dos blocos, que depois são preenchidos com graute, um tipo de concreto mais fluido e resistente.
  • Estrutura não-armada: é recomendada para a construção de casas ou pequenos prédios, de até quatro andares. Nela, a estrutura é composta apenas pelos blocos e argamassa, por isso, tende a ser de execução mais simples. Os reforços de aço são utilizados apenas em componentes chamados de juntas, vergas e contra-vergas, que ficam ao redor de janelas e portas para ajudar na distribuição de cargas.

Como são feitas as instalações na alvenaria estrutural?

Nesse momento é necessária uma excelente comunicação entre o projetista estrutural, o arquiteto e o projetista de instalações. Cada tipo de instalação (hidrossanitária, gás, elétrica…) terá a suas particularidades e a NBR 16868-1:2020 Versão Corrigida:2021 será essencial na hora de entender o que pode e o que não pode. 

Entre as soluções mais comuns na hora dos projetos de instalações estão o uso de shafts e de blocos especiais para tubulações e eletrodutos. Em alguns casos, existe até mesmo a possibilidade de ser feita uma parede de alvenaria de vedação convencional, para a passagem dos componentes necessários. Isso porque, na alvenaria estrutural, não é permitido que as paredes de estrutura sejam quebradas para a instalação ou manutenção dos componentes.

Quais as vantagens de utilizar alvenaria estrutural?

O sistema de alvenaria estrutural possui uma série de vantagens. Listamos algumas delas aqui embaixo para você:

  • O tempo de obra é menor;
  • A execução não é complexa;
  • Reduz o uso de insumos como concreto, aço e madeira;
  • Por consequência, reduz custos;
  • Utiliza processos racionalizados;
  • Obra mais limpa;
  • Boa resistência ao fogo.

Leia também: Construção modular: como funciona?

Quais pontos preciso ter atenção ao optar pela alvenaria estrutural?

Assim como qualquer sistema, a alvenaria estrutural possui vantagens e desvantagens em seu uso. O ponto principal que podemos destacar, vem justamente do conceito do sistema. Como as paredes têm o papel de sustentação, não é possível quebrá-las no futuro. Uma parede a menos, pode significar toda uma sobrecarga no sistema e danos seríssimos a edificação. 

Com isso, a personalização dos apartamentos se torna bem mais complexa, já que, caso exista, a parede modificada precisará ser substituída por outro elemento que tenha função equivalente. Além disso, exigirá muito estudo da estrutura para evitar problemas, por isso, não é recomendada. 

A alvenaria estrutural não permite improvisações em obra. O sistema precisa ser muito bem projetado, por uma equipe especializada e multidisciplinar, ou seja, mais do que nunca, um bom projeto está valendo mais do que o aço! 

Saiba mais: Como a tecnologia BIM pode ajudar a sua obra?

Algumas limitações também podem ser encontradas pelos arquitetos e designers pela forma e tamanhos dos blocos e, também, pela adaptação estrutural necessária. Por isso, é tão importante que eles caminhem junto aos engenheiros durante o processo de projeto. 

Além disso, é importante sempre acompanhar a NBR 16868-1:2020 Versão Corrigida:202, sobre a parte de projetos e a NBR 16868-2:2020, sobre execução e controle de obras em alvenaria estrutural.

Se você gostou desse conteúdo, não deixe de compartilhar! Se quiser ficar sempre por dentro das novidades da construção civil, se inscreva na nossa newsletter aqui embaixo! Até a próxima! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contineu lendo:

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Se inscreva na nossa newsletter​

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail