Thórus Engenharia
Saiba o que são construtechs e como estão revolucionando a construção civil

blog

Saiba o que são construtechs e como estão revolucionando a construção civil

A produtividade da construção é um fator imprescindível para o sucesso do empreendimento. Equipes que apresentam um desempenho acima da média criam um ambiente de trabalho promissor, potencializando a gestão de tempo e permitindo a boa satisfação dos clientes no processo de pós-venda.

A inovação na construção civil está em alta. Após um longo período seguido com resultados abaixo da média, o mercado voltou a subir, e sem dúvidas, o crescimento possui influência das novas tendências tecnológicas, que possibilitam um futuro promissor para a área.

Com base nos dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), foram 20 trimestres consecutivos de queda do PIB no segmento de construção civil quando comparado ao mesmo período do ano anterior, o que equivale a uma recessão de 5 anos.

Por isso, uma estratégia para fortalecimento do setor é o investimento em construtechs. Elas vieram para transformar o cenário da engenharia civil, por isso, respondemos as principais dúvidas sobre elas e que problemas resolvem. Acompanhe!

O que são as construtechs?

Construtechs são startups que atendem especificamente a área da construção civil. Elas são responsáveis por desenvolver tecnologias que não só resolvem os problemas das empresas da área, como também agilizam os processos do mercado.

Por trabalharem com toda a cadeia, essas startups atingem as construtoras e outras organizações que trabalham no mercado civil: mineradoras, empreiteiras, incorporadoras, profissionais liberais — como arquitetos e engenheiros — e, até mesmo, o consumidor final, que deseja administrar seu novo imóvel.

Mas afinal, por que as construtechs surgiram?

A cadeia da construção civil é ampla e envolve diversos cenários: planejamento, desenvolvimento do projeto, comercialização dos empreendimentos e manutenção do serviço prestado. Diante de tantas etapas, muitas construtoras apresentam dificuldades em gerir o tempo e encontram desafios nas áreas administrativas e financeiras.

Entre os problemas mais comuns, podemos citar:

  • os gastos superiores ao orçamento planejado;
  • a dificuldade em motivar as equipes dos canteiros e os atrasos dos prazos de entrega;

Consequentemente, os clientes ficam insatisfeitos, a organização perde grande parte do seu lucro e corre o risco de sua empresa ter a reputação manchada.

Felizmente essas desvantagens podem ser resolvidas quando a construtora investe em estratégias que potencializam a produtividade. Equipes mais produtivas geram mais lucro, se sentem mais motivadas e desempenham o seu trabalho com mais eficácia e objetividade.

Até então, acreditava-se que a produtividade só poderia ser trabalhada por meio de ações motivacionais, mas a realidade não é bem assim. Implementações de estratégias eficientes de trabalho por parte da equipe de controle e execução de obras causam grande impacto na produtividade dos envolvidos no processo.

Foi aí, então, que surgiu o conceito de construtech. Ao perceber essa demanda do mercado, diversas startups foram criadas a fim de inovar a cadeia da construção civil.

Como elas funcionam?

Ao oferecer soluções tecnológicas para grandes empresas, as construtechs precisam ter um bom sistema de implementação. Dessa maneira, elas vendem um serviço ou um produto que pode ser executado na organização, como um software que facilita a visualização do desenvolvimento da obra.

Assim, é responsabilidade da empresa que contrata o serviço, descobrir as melhores formas de gestão para que a construtech realmente agregue valor ao trabalho. Ou seja, a construtora que adquire uma ferramenta de uma startup precisa necessariamente, desenvolver estratégias de implementação para que a gestão da obra seja aprimorada.

Afinal, o grande objetivo é ter equipes mais produtivas e engajadas no seu processo de trabalho, não é verdade? Isso não pode acontecer quando a inclusão de um software ou ferramenta atrapalha a gestão e administração de todas as etapas da obra.

Partindo para um exemplo prático de utilização, digamos que a empresa optou por adquirir o Painel Predial, uma ferramenta elaborada pela Sensora Group. Sua principal função é instalar sensores nos medidores de água e energia, que emite informações para uma central de comunicação virtual.

Essa central consegue interpretar os dados recebidos e elaborar alertas que auxiliam os gestores e síndicos a identificar antecipadamente determinado problema no abastecimento de água ou energia, tanto interno quanto externo.

Para que ele seja funcional, não basta somente ser implementado: é preciso ter profissionais que avaliem a sua qualidade e saibam reconhecer os sinais emitidos para desenvolver uma boa intervenção.

Como as construtechs impactam o setor?

Além da evolução da produtividade, outros impactos podem ser destacados:

  • O fortalecimento da eficiência empresarial e o desenvolvimento de novos planos de negócio. Isso porque as organizações conseguem reduzir os custos e aumentar a sua receita ao implementar soluções inteligentes, mesmo que apresentem um alto valor de investimento;
  • Ganham destaque no mercado ao utilizar uma ferramenta tecnológica e engajam seus colaboradores a ponto de se tornarem mais produtivos;
  • Uma mudança paradigmática no mercado civil, mostrando que é possível investir em novas técnicas e sair do modelo tradicional de construção. Com isso, nasceram  empresas mais abertas e transparentes, que conseguem seguir prazos e evitar estouros orçamentários;
  • A construtora consegue transformar a experiência do cliente e criar relações mais próximas com eles. Descobrindo seus gostos, desejos e dificuldades, utilizando-os para oferecer um serviço que realmente condiz com suas expectativas e orçamento, assim irá fidelizá-los a ponto de conquistar recomendações;

É importante lembrar, no entanto, a necessidade de adaptação da construtech com o sistema de gestão atual. Para tanto, a equipe administrativa e de planejamento deve prestar atenção em três ações específicas:

  • leitura da obra – para adaptar o planejamento, cronograma e orçamento ao novo sistema;
  • evolução construtiva – avaliando o desenvolvimento do projeto com as tecnologias envolvidas dentro do PIN, a fim detalhar melhor a obra;
  • desenvolvimento de processos – para identificar a solução mais indicada para o seu problema.

Acredita-se que não deve levar tanto tempo até que esse modo de trabalho seja adotado pelas construtoras e empreendedoras, tratando-se de um investimento tão benéfico financeiramente quanto em termos de produtividade, eficiência e segurança.

Como elas ajudam o mercado da construção civil?

Você sabia que a área da construção civil é o segundo pior segmento do mercado a adotar as tecnologias no seu dia a dia? Acontece que as construtechs já têm conhecimento desses dados e estão alguns passos à frente de boa parte das construtoras, oferecendo soluções inteligentes para problemas que antes pareciam inevitáveis ou mesmo sem solução para alguns empreendedores.

Para Ana Carolina das Neves, coordenadora de planejamento na CN Construtora e Incorporadora, as construtechs vêm para transformar a construção civil, mais especificamente, na gestão de obras. “Vemos que muitas construtechs estão focadas na área de gestão de obras. O Brasil precisa evoluir muito ainda nos métodos construtivos, mas na gestão de obras as construtechs estão cada vez mais presentes no dia a dia das construtoras”, disse.

Por alinharem inovações às práticas de gestão, as construtoras que contratam seus serviços conseguem destaque no mercado, já que aprimoram a produtividade dos colaboradores, implementam soluções de gestão inteligentes e altamente eficazes, além de se diferenciarem entre seus concorrentes pela boa utilização da tecnologia.

Construtechs que já estão gerando valor ao mercado

Pensando nisso, elaboramos uma série especial chamada “Qual problema sua construtech resolve?” e trouxemos para você algumas empresas que já fazem parte dessa nova forma de revolucionar a construção civil.

Você verá diferentes nichos onde a tecnologia foi aplicada para melhor desempenho de projetos e satisfação do consumidor. Não deixe de conferir o texto completo sobre cada uma!

Construct IN

Já imaginou acompanhar a evolução da sua obra sem precisar sair do escritório? É isso que a Construct IN oferece. A construtech, que iniciou seu trabalho em 2019, desenvolveu uma plataforma que permite que toda a equipe avalie a evolução da obra, se comunique, faça anotações no projeto e anexe documentos, tudo isso à distância.

construct in

Prevision

Pensando em resolver o problema de falta de eficiência e previsibilidade em obras, A Prevision entrega uma gestão mais eficiente para a obra, e traz para a empresa a visão do melhor cenário possível, focando em prazos e investimentos. Por isso, a ferramenta possui uma série de facilidades para centralizar os indicadores da sua obra e realizar simulações e previsões.

planejamento de obra

Rubk

Focado em otimizar o controle e planejamento dos custos de obras, orientado pelos modelos desenvolvidos em BIM, o Rubk traz diversas facilidades dentro de uma plataforma em nuvem. É possível realizar a extração de quantitativos conforme a disposição da sua EAP e então, combiná-los com diversas composições de custos, tanto públicas quanto próprias.

BIM 5D

Construcode

Cada vez mais as pessoas tem trocado os papéis por tablets e smartphones. Pensando nisso, a Construcode traz uma solução para o uso das plantas baixas impressas no canteiro de obras, otimizando e automatizando os processos no setor da construção, essa startup promete digitalizar seu canteiro de obras com etiquetas QR Code.

construcode

Augin

Poder visualizar seus projetos e modelos 3D no ambiente real antes mesmo de construir parece algo impossível. O aplicativo Augin mostra que uma opção para isso é o uso da realidade aumentada. Com o aplicativo você consegue exportar seus projetos e vê-los pela tela do seu smartphone ou tablet nas proporções reais.

realidade aumentada augin

NextCam

Utilizar inteligência artificial (AI) e visão computacional para assegurar e planejar a segurança do trabalho na construção civil é o que a NextCam faz! Com foco em reduzir o risco de acidentes na construção civil, o sistema da NextCam funciona de forma simples para os usuários. Algumas câmeras são instaladas em pontos estratégicos da obra e elas fornecem a visão completa do comportamento relacionado à segurança e até mesmo produtividade no canteiro por meio do software desenvolvido.

NextCam

Net Resíduos

A geração de resíduos é vista como uma das principais vilãs da construção civil. Poder gerenciar esses resíduos de maneira adequada, identificando os processos e acompanhando todas as etapas de transporte até a destinação é fundamental. A NETResíduos é uma construtech que traz a solução para o gerenciamento de resíduos na obra, e o melhor de tudo, identificando possíveis desperdícios financeiros.

Gerenciamento de resíduos

Chavi

A  Chavi desenvolveu sua própria tecnologia para abertura de portas. A Fechadura Inteligente é acoplada de forma simples a porta. Todo o controle da fechadura é feito por meio do aplicativo da Chavi. Por lá, além de abrir e fechar sua porta, você consegue fazer um gerenciamento completo, conceder chaves de acesso, fazer abertura à distância e acompanhar os acessos ao seu imóvel, substituindo a necessidade de uso de chaves.

fechaduras digitais

Conaz

Fundada em 2015 a Conaz surgiu da necessidade de tornar melhor os processos de cotação de suprimentos da obra. A construtech desenvolveu então uma plataforma que facilita a conexão entre construtores e fornecedores de toda a cadeia de suprimentos da construção, norteada pelos pilares da digitalização e industrialização da construção.

Zletric

A construtech desenvolveu com tecnologia nacional e produção no Brasil, duas linhas de produtos para recarga de carros elétricos. O Zletric Home, para uso residencial e o Zletric Network para uso em empresas, shoppings, academias etc. O grande diferencial dos produtos da Zletric são a comunicação entre estações e a geração de relatórios e controle de tarifas a serem cobradas.

posto de carregamento de carros elétricos

Neomot

Os edifícios inteligentes da Neomot foram criados para atender as pessoas que moram, trabalham ou frequentam um prédio. A missão da construtech é oferecer algo essencial nos dias atuais, visando facilitar a forma com que o ser humano lida com suas tarefas diárias, entregando então conveniência, agilidade e inteligência.

As inovações na área da engenharia não param de surgir. Com o auxílio das construtechs, as empresas podem transformar o seu modelo de negócio, estabelecer uma relação transparente com seus clientes e aumentar a produtividade dos colaboradores a fim de elevar a sua receita e, principalmente, posicionamento de mercado.

Se esse conteúdo foi útil para você, não deixe de assinar nossa newsletter e compartilhar com os amigos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Continue lendo:

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Se inscreva na nossa newsletter​

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail