Veja 6 ferramentas para ajudar você no orçamento de obra

A tecnologia se tornou recurso básico para os profissionais que atuam na área da construção civil. A cada ano, novidades na forma de softwares, plataformas e aplicativos são lançadas para facilitar uma série de processos. Muitas das funcionalidades, inclusive, são desenvolvidas com foco no orçamento de obra.

Você conhece alguma ou tem interesse em fazer uso? Pois saiba que existem vários tipos e versões, para todas as necessidades de um projeto. Independentemente da escolha, uma coisa é certa: adotar o modelo ideal pode fazer a diferença no trabalho de arquitetos, engenheiros e outros especialistas.

Que tal conhecer as possibilidades? Acompanhe as nossas sugestões de ferramentas e descubra qual mais se encaixa no que você procura.

1. Sisplo

É um software de orçamento integrado a um banco de dados BIM, a um multibanco e à tabela SINAPI. Técnicos, engenheiros e outros profissionais podem aproveitar essa ferramenta para analisar as etapas que envolvem o planejamento e a execução de obras.

Seus principais recursos incluem:

  • importação de planilhas;
  • função codificar;
  • função histórico;
  • versão de orçamento;
  • criação automática de composições de preço;
  • realinhamento de preço do orçamento.

O Sisplo também tem se destaca por apresentar manual descrito e auditivo, o que facilita a interpretação e a aplicação das funcionalidades para um rápido aprendizado. No site há tutoriais do programa e uma versão demo para teste.

2. PriMus

É um software desenvolvido para empresas e profissionais que desejam otimizar custos. O objetivo é fazer com que os processos relacionados ao orçamento de obra sejam realizados de maneira rápida e intuitiva. Para isso, o programa permite ao usuário fazer:

  • mapa de compras;
  • comparativos de ofertas;
  • análise de necessidades;
  • controle de custos.

Com o PriMus é possível separar o orçamento em categorias, de acordo com tarefas distintas. Essa organização possibilita enxergar, em detalhes, os custos envolvidos em cada tipo de trabalho.

A ferramenta também permite importar e exportar dados em diferentes formatos, bem como abrir várias tabelas, catálogos e outros materiais na mesma tela. Isso facilita a transmissão de informações de um arquivo para outro com uma simples ação de arrastar e soltar.

O programa pode ser testado gratuitamente por 30 dias. Depois desse período é possível assinar planos mensais, para 1 ou 2 anos.

3. OrçaFascio

Disponível em versão paga e gratuita, é um software 100% web que permite a elaboração de orçamentos conforme as regras do Tribunal de Contas da União (TCU). O programa acompanha 17 bases de composições, como SINAPI, SBC e SICRO.

Após a importação dos dados é feito o ajuste automático de preços das composições e, consequentemente, do valor que representa o orçamento. Também é possível aproveitar uma composição para criar outra, ou seja, transferir dados de trabalhos anteriores para obter novos arquivos — o que otimiza o tempo.

Em uma licitação, por exemplo, o OrçaFascio compara o preço do usuário ao preço do edital para mostrar se alguma porcentagem está abaixo ou acima. Todas as funcionalidades foram desenvolvidas para proporcionar agilidade e facilitar o serviço de diferentes profissionais.

4. Sienge

É um sistema integrado (ERP) com diversos módulos, idealizado para a gestão de construtoras e incorporadoras. A ferramenta reaproveita informações existentes no sistema para que o usuário consiga montar seus arquivos e com mais velocidade.

A parte de orçamento está ligada ao módulo engenharia e pode ser integrada a outros módulos. Isso permite ao profissional ter uma visão geral da obra e, se achar necessário, dividir o orçamento em unidades construtivas (fase, bloco etc.), criar planilhas e salvar o histórico de alterações.

Há pouco tempo o Sienge passou a ser uma plataforma. Tal mudança foi importante para que o programa pudesse ser integrado a outros softwares e aplicativos de maneira automática. No site é possível fazer uma demonstração ou contratar a licença de uso.

5. Arquimedes

É um software para controle financeiro e geração de orçamento de obra. Tem como destaque a agilidade nos processos de localização, lançamento e visualização dos itens que incluem as bases de preços e as composições.

Veja as principais funcionalidades e recursos que você encontra na ferramenta:

  • 9 módulos independentes;
  • mais de 20 bases de dados;
  • mais de 70 tipos de planilhas;
  • acesso simultâneo de usuários;
  • levantamento de quantitativos direto do CAD;
  • integração com o Revit (para gerar orçamentos com base nos quantitativos reais dos projetos).

O Arquimedes não limita a quantidade de tópicos e de textos descritivos, além de permitir a criação de bases de preços próprias e a edição de novos itens. Quem tem interesse pode assistir à demonstração de uso do software antes de adquirir sua licença.

6. Compor 90

Esse sistema é referência quando o assunto é elaboração de orçamentos, planejamento e acompanhamento de obras. Por conta de sua versatilidade, é utilizado por empresas de engenharia, construtoras e profissionais que desenvolvem seus projetos de forma autônoma.

Apresenta um banco de dados vasto e completo, mas também permite a importação de dados próprios. Assim como muitas plataformas semelhantes, ajuda o usuário a gerar relatórios personalizados e a fazer cálculos de BDI, de preço de venda e de curva ABC de serviços.

Com o Compor 90 você consegue adicionar itens ao orçamento de forma detalhada, calcular a produtividade e o custo de equipamentos, além de modificar ou conferir dados a qualquer momento. Para obtê-lo, basta entrar em contato pelo site e solicitar um orçamento.

Deu para ter uma ideia da quantidade de instrumentos que podem se tornar aliados na hora de planejar, construir e monitorar processos. Com tanta variedade, vale a pena testar diferentes opções até encontrar um recurso que se adapte ao seu modelo de trabalho.

Selecionar a ferramenta certa é garantir todos os benefícios de um bom orçamento de obra. Outro cuidado importante para executar cada etapa da forma correta é firmar parcerias com empresas especializadas na elaboração de projetos de engenharia. Faça valer esse contato e aproveite os resultados.

Quer mais dicas para reduzir custos e o desperdício de materiais em obras? Aproveite e baixe o nosso e-book que traz bons motivos para você começar a utilizar projetos em BIM.

Deixe um Comentário