Skip to content

Piscina com borda infinita: o que muda no meu projeto?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
piscina com borda infinita

Atualmente, a piscina com borda infinita tem se tornado cada vez mais tendência em muitas casas, apartamentos e hotéis.

As piscinas com borda infinita trazem conforto, paz e sofisticação para qualquer lugar, pois através de um conjunto bem elaborado de níveis e planos, criam uma ilusão de ótica que deixam todos maravilhados, fazendo com que a água da piscina pareça fundida com o horizonte, transbordando em uma ou mais bordas. 

Mas antes de colocar a sua, entenda melhor o que é e, o que ela pode mudar em seu projeto. 

O que exatamente é uma piscina de borda infinita?

Primeiro, queremos deixar claro que existem vários termos, muitas vezes usados ​​como sinônimos, para piscina de borda infinita. 

Essa forma especial de piscina também é conhecida como: “borda de fuga”, “pool de borda infinita” ou “borda negativa”.

Para quem não sabe, uma piscina infinita é onde a água flui por uma ou mais bordas produzindo um efeito visual de água sem limite. Eles costumam ser vistos em resorts sofisticados, casas de alto padrão, hotéis, e outros, que citamos logo acima do nosso artigo. 

Essa é uma grande tendência nas construções de luxo, pois ela pode ser considerada um item de lazer e decoração que tem uma conexão com o entorno. Além disso, ela é bem mais sofisticada que as piscinas tradicionais por conta que foge do padrão inicial de modelo de piscinas, aquelas retangulares ou arredondadas de fundo azul.

A modernidade, aliada à beleza ao redor dela, traz um outro conceito, ainda mais moderno, charmoso e aconchegante, devido a sua ideia de imensidão à visualização do horizonte.

Leia também: Aproveitamento de água da chuva: sinônimo de sustentabilidade

Como funciona?

Se você já viu uma, deve estar se perguntando como funciona uma piscina de borda infinita, não é mesmo? 

As paredes de uma piscina de borda infinita se inclinam para baixo, afastando-se da piscina para criar a ilusão de cair e formar uma cachoeira. A água cai em uma piscina de captura abaixo, que é uma bacia situada abaixo da borda. Essa água é bombeada de volta para a piscina principal.

Além disso, esse tipo de piscina requer uma mão de obra especializada e, consequentemente, um investimento maior do que os demais modelos. Contudo, o resultado obtido nesse tipo de produto é completamente deslumbrante, principalmente se o terreno possuir alguma vista panorâmica, pois pode agregar ainda mais valor para a estrutura, pode apostar.

Apesar de precisar de uma atenção especial, a construção em si é muito parecida com uma piscina normal. Existe toda uma engenharia essencial no funcionamento de uma borda infinita.

Para entender com mais detalhes, confira o que nossa equipe de engenheiros desenvolveu sobre o que é necessário prever para adaptar seu projeto de hidrossanitário.

O que é preciso prever para adaptar no projeto hidrossanitário

O primeiro ponto, é sobre o sistema de filtragem da piscina com borda infinita, caso houver um sistema de aquecimento, ele será igual ao sistema de piscinas convencionais.

Além desses sistemas, a piscina de borda infinita precisa de um sistema independente, onde a bomba que trabalha continuamente, fazendo com que a água da piscina transborde. Logo, pelo fato de ter sido incluído mais uma bomba, deverá ser expandido o tamanho da casa de máquinas da piscina para comportar todos os sistemas.

Outro fator que deve ser adaptado no projeto — e que é a maior diferença na arquitetura de uma piscina com borda infinita — é a necessidade de se prever uma calha de transbordo que deve armazenar a água excedente, essa calha deve se estender em toda a extensão da borda onde o transbordamento ocorre.

Na imagem abaixo é possível identificar a calha de transbordo — reservatório com capacidade para armazenar a água que transborda da piscina:

projeto borda infinita
Fonte: Thórus Engenharia

O cálculo do volume da calha de transbordo deve ser feito para suportar um volume equivalente a uma lâmina transbordando da piscina de 10 a 20 cm. Logo, para saber o volume, basta multiplicar a área da piscina pela altura da lâmina considerada.

No caso de não ser possível uma calha com esse volume, pode ser previsto também um reservatório de compensação interligado com o sistema. Onde a água excedente da calha segue para o reservatório de compensação.

A bomba é a responsável por manter constante o efeito da borda infinita. Ela succiona a água por meio dos ralos de fundo e retorna essa água para a piscina.

  • Ralos de fundo: É um dispositivo localizado no fundo da calha de transbordo, que serve para a bomba fazer a sucção da água.
  • Retorno: Dispositivo que faz o retorno da água succionada na calha de transbordo para a piscina.

Os fabricantes aconselham a fazer o cálculo da vazão da bomba considerando a altura da lâmina d’água que o cliente deseja que transborde e o tempo desejado, dessa forma, após ligada a bomba, o efeito comece a funcionar.

Um exemplo é: Podemos considerar como 2 cm a altura da lâmina que irá transbordar e 10 min no tempo em que a bomba deve ser capaz de bombear essa lâmina de dentro da calha para dentro da piscina. Multiplicando a área da piscina por essa lâmina de 2 cm, temos o volume que a bomba deve movimentar em 10 min. Multiplicando esse volume por 6, temos a vazão da bomba em metros cúbicos por hora.

Agora, qual o fluxo desse processo?

borda infinita
Fonte: Thórus Engenharia

Agora que você já sabe o que é uma piscina com borda infinita e algumas informações pertinentes para incluir no seu projeto, se inscreva em nossa newsletter abaixo e receba sempre novos materiais!

Continue lendo:

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail