Thórus Engenharia
O que é ventokit e quando utilizá-lo?

blog

ventokit

O que é ventokit e quando utilizá-lo?

A falta de renovação de ar é bem comum em prédios comerciais e condomínios, visto que suas estruturas muitas vezes não contém tantas aberturas de janelas, não é mesmo?

Mas para garantir a qualidade do ar em ambientes fechados, o uso de sistemas como ventokit é indispensável para evitar contaminações e possíveis doenças causadas por umidade, mal cheiro e outros.

Conhecer a importância do exaustor de ar e, quando é necessário utilizá-lo, poderá te ajudar a escolher o melhor modelo. Para entender o que é e outros detalhes, confira o conteúdo de hoje!

Entenda o que é ventokit

O ventokit são renovadores de ar feitos especialmente para ambientes que possuem ausência de janelas ou qualquer tipo de ventilação natural, como banheiros, cozinhas residenciais e comerciais, closet, lavação. Geralmente são comercializados por lojas especializadas de materiais elétricos e iluminação. Existem diversos tipos e tamanhos, um para cada necessidade do ambiente a ser instalado.

Os sistemas de ventokit devem ser usados quando não há  circulação de ar, com isso, ele ajuda a equilibrar a umidade, não permitindo que odores se acumulem pelo ambiente, por exemplo. 

Ventilação Mecânica Renovadores

Neste tipo de modelo, a troca de ar é acionada por renovadores ventokit. Quando estão em funcionamento, fazem a troca de ar saturado do ambiente interno para que dessa forma seja retirado para o lado de fora (exterior). 

Para garantir esse efeito, é potencializado com a instalação de grades de ventilação, que são totalmente eficientes, econômicas, silenciosos e podem ser instalados no teto ou na parede, de acordo com o planejamento do projeto, além de poder ser colocado em diversos ambientes residenciais ou comerciais, como já comentamos acima no conteúdo.

Alguns dos modelos existentes desse tipo de sistema são:

  • Classic: Próprios para instalações em paredes;
  • Com sensor: Não há a necessidade de interruptor, porque possuem sensor de presença integrado que aciona o aparelho por 10 minutos ao detectar movimento;
  • NM: Um modelo diferenciado pelo seu design mais fino e arredondado, sendo um sistema mais discreto, adaptando-se a qualquer ambiente. Dispõe de um LED que indica quando está em funcionamento;
  • 500 TURBO Ultra: Esse sistema é ideal para ambientes de até 40m², com vazão de 550 m³/h.  Ainda conta com um conjunto exclusivo anti vibração, garantindo que a exaustão do ar seja completamente silenciosa.

Ventilação Natural Grades

Nos sistemas que possuem grades, a renovação do ar já é feita através do efeito chaminé, natural e contínua, ou seja, a entrada de ar na parte inferior tem uma temperatura mais baixa, que acaba empurrando o ar quente da parte superior para fora, criando-se então a corrente de ar contínua.

Esses modelos ainda contam com uma proteção especial contra efeitos de amarelamento e também tratamento para repelir a poeira. Ainda é possível customizar de acordo com a instalação, de maneira rápida e prática. 

Já os modelos do sistema de ventilação natural grades, é possível encontrar no mercado:

  • Grade de superfície: A instalação desse tipo de grade é feita por meio de sobreposição e, em razão disso, a abertura da qual ela será instalada poderá ter formas irregulares;
  • Grade de encaixe: Este modelo apresenta um acabamento rente à superfície onde foi instalada;
  • Grade de Acesso: Sistema abre e fecha, facilita o acesso à registros, motor de banheira, caixa de telefonia, internet, tv a cabo, alçapão para sótãos e porões;
  • Grade Especial: Linha exclusiva de grades para instalações diferenciadas, aliando eficiência e design aos seus projetos.

Além da variação de modelos, os preços também mudam, entre noventa e acima de quinhentos reais, tudo vai depender de qual tipo e quantidade necessária para o projeto.

Leia também: Sistemas de exaustão para churrasqueiras: por que utilizar?

Como funciona o dimensionamento do ventokit?

A forma como é realizado o dimensionamento é bem simples. Existe um fator que é o número de trocas de ar por hora e, dependendo do ambiente, esse fator tem valores diferentes. Para banheiros, é geralmente entre 8 a 20 trocas de ar por hora, e esse número é multiplicado pelo volume do ambiente.

Como por exemplo, se um banheiro de 4m² com 2,5m de altura tem um volume de 10m³ — considerando até onze trocas de ar por hora — a vazão do ventokit é de 110 m³/h. Após isso, você escolhe qual modelo atende melhor a essa vazão.

Para entender o tamanho do ventokit é recomendado contar com o auxílio de um engenheiro, assim será feito o cálculo certo para encontrar o sistema que mais se encaixa com a sua realidade.

Esse conteúdo foi útil para você? Se inscreva na newsletter abaixo e receba sempre novos materiais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Continue lendo:

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Se inscreva na nossa newsletter​

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail