Skip to content

Extração de quantitativos de materiais utilizando BIM

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
extração de quantitativos com BIM

Com o grande avanço da tecnologia no setor da construção e a contínua procura pela organização, aumento de produtividade e otimização de tempo, a demanda por ferramentas que possibilitem melhorias é constante em meio a empresas e profissionais que buscam se destacar no mercado.  

E pensando nesse caminho que é cada vez mais competitivo, o BIM (Building Information Modeling – Modelagem de Informações da Construção) mostra ser uma grande ferramenta para conquistar resultados surpreendentes na construção.

Para entender com mais detalhes o que é o BIM, você pode conferir nosso artigo clicando aqui.

O conteúdo de hoje tem como objetivo geral apresentar o porquê de se utilizar ferramentas BIM com parâmetros para extração de quantitativos de materiais da obra. Confira!

Importância da extração de quantitativos

Uma etapa que é fundamental para qualquer empreendimento de construção — levando-se sempre em consideração o mercado atual — é o levantamento dos materiais e seus respectivos orçamentos.

Essa extração tem como foco realizar o levantamento dos serviços que serão executados, seus montantes, os preços unitários e também o preço macro do investimento que será feito. Ele é feito a partir de análises do projeto já desenvolvido, das especificações técnicas e das plantas construtivas, ou seja, da extração dos quantitativos da obra.

O BIM tem como finalidade melhorar o processo de desenvolvimento da obra, pois dessa forma, com um bom alinhamento entre as necessidades tanto do orçamentista e do projetista, é possível economizar tempo e também dinheiro, visto que a informação já chegará no formato que o responsável pelo orçamento precisa.

Ou seja, possuir os componentes calculados com informações mais precisas, dentro de ferramentas BIM, além de economizar tempo, também cria diversas novas possibilidades de análise, que seriam praticamente impossíveis de realizar em uma quantificação feita de forma manual.

Com a extração de quantitativos de materiais com o BIM, é possível simular diferentes cenários de um jeito muito mais ágil. Pois em um processo tradicional de execução de um projeto de construção civil, onde cada grupo de informações é posto junto ao processo, o desafio de gerenciar e de alinhar todas as informações a ele inerentes pode resultar em grandes falhas na fase de planejamento, sobretudo na orçamentação.

Visto que esse processo tradicional é feito totalmente manual, a orçamentação de obras pode cometer diversos enganos e, muitos acabam acontecendo na fase de levantamento de quantitativos — podendo acontecer que esse erro se multiplique gradualmente em todo o orçamento e processos da construção. 

Mas o que isso tudo quer dizer? Que caso ocorra um erro no levantamento de quantitativos, isso pode acabar interferindo de maneira séria no cálculo do custo final de um empreendimento, fazendo com que seja afetado a tomada de decisão final das empresas.

Além disso, a extração de quantitativos manual é lenta e onerosa, sendo praticamente impossível realizar simulações de diferentes cenários. Por essa razão utilizar o BIM é tão importante, ele visa diminuir esses problemas, porque tem a grande capacidade de otimizar diversas atividades que envolvem a construção. 

Com a utilização da tecnologia BIM, é possível aprimorar todo esse processo de levantamento de quantitativos de obras. 

Saiba mais: Você conhece as dimensões da metodologia BIM? Descubra aqui!

Extração por uso do BIM 

A utilização do BIM para a extração de materiais é um processo automatizado, que exige pouca interferência humana. 

Os erros que acontecem na hora de interpretar os projetos e a falta de informações são diminuídos, visto que toda a edificação é construída virtualmente antes de sua execução com o uso do BIM, fazendo com que as partes envolvidas concentrem todo seus esforços em outras atividades gerenciais, como o planejamento, estudos, análises técnicas e entre outros afazeres.

Dessa forma, o BIM representa um novo modo para a representação de um Edifício Virtual, onde objetos digitais são codificados para retratar e representar as partes reais de todo o processo de vida de alguma construção.

Leia também: Como fazer um cronograma de obra e por que usar a tecnologia BIM no planejamento?

Vantagens da extração de quantitativos 

A realização da extração de quantitativos diante de uma atividade, oferece uma estimativa de custo, sendo possível determinar qual serviço e/ou material é necessário para realizar a obra.

Além disso, a extração de quantitativos tem outras finalidades na área da engenharia civil, sendo fundamental para o seu processo de forma geral. Com isso, confira algumas aplicações e utilidades:

  • É efetuado o levantamentos dos materiais e serviços, identificando e descrevendo cada um do que será feito; 
  • Dimensionamento de equipes;
  • Colhimento de índices para o acompanhamento do que foi orçado. Com isso fica mais fácil entender que está realmente acontecendo na obra;   
  • Habilidade de realizar correção dos valores e índices em diferentes etapas, mudando apenas a àrea de valores;  
  • Simulações com diferentes ambientes;   
  • Análise da possibilidade econômico-financeira e entre outros.

Para ficar por dentro de conteúdos como este, se inscreva na nossa newsletter abaixo!

Continue lendo:

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail