Skip to content

Coifa de bancada: Como funciona? Vale a pena investir?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
coifa de bancada

A coifa de bancada — também conhecida como downdraft — exerce a função de sugar e eliminar o vapor, fumaça e gordura que surgem na hora de cozinhar. Ela é diferente da convencional, pois não fica presa ao teto ou à parede, e sim embutida totalmente na bancada. É mais moderna, com um design diferenciado e garante alta performance à cozinha. 

Geralmente, as coifas de bancadas são de aço inox com acabamento de vidro. Possuem iluminação led. Os comandos são feitos por touch, garantindo a modernidade do produto.

Leia também: Mais de 100 ideias para você aplicar no seu próximo empreendimento – Áreas privativas

Como funciona a coifa de bancada? 

O funcionamento é bem simples, sem muito segredo. Na bancada, haverá um espaço reservado à coifa. Quando você quiser utilizar, basta acionar um botão — que provavelmente estará ao lado dela — para que a torre (que é a coifa) suba em frente ao cooktop. Além disso, ela só fica aparente quando utilizada, o que garante ao ambiente um espaço mais minimalista. 

O vídeo abaixo, a EXS Eletrodomésticos, mostra, na prática, como este sistema funciona. Confira: 

 

Vale ressaltar que para instalar esse tipo de coifa é necessário que a bancada seja larga, para que caiba a coifa e o cooktop. 

Outro ponto importante a destacar da coifa de bancada é o motor de 1.200m³/de vazão. Isso dá à coifa um potência de sucção muita alta. Além disso, ela é capaz de fazer uma aspiração perimetral (sistema mecânico capaz de atrair a vapores e odores para a coifa) e possui várias opções de velocidade. 

Leia também: Projetos de engenharia: erros que prejudicam sua obra

Qual o valor desse sistema? 

O valor de coifa de bancada é alto. Variando entre R$ 12.000 a RS R$ 14.000. Por isso, é preciso avaliar se há espaço, vontade e verba para instalar um sistema como esse. 

Você pode encontrar coifas de bancada em sites como, a Loja Franke, Mercado Livre, Center Garbin, etc.  

Além do valor, é preciso ficar atento à instalação. De acordo com engenheiro mecânico, aqui da Thórus, Guilherme Larentis, é possível fazer um projeto de exaustão separado, ou seja, é possível instalar a coifa de bancada mesmo que ela não tenha sido plenejada junto ao empreendimento. Porém, ele faz uma ressalva. Caso não haja possibilidade de instalar um duto de exaustão (que é embutido no piso), a coifa funcionará apenas como depurador.

Já na parte de elétrica, Raul Pedro — engenheiro eletricista na Thórus — explica que o projeto elétrico do empreendimento precisa prever um ponto de alimentação para a coifa. Mas, de modo geral, é possível fazer isto mesmo com o empreendimento pronto, pois a potência requerida para a coifa de bancada é pequena.

Se esse texto foi útil para você, compartilhe! Aproveite e se inscreva na nossa newsletter abaixo.

Imagem: Atuar Casa Conceito

 

Continue lendo:

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail