Thórus Engenharia
BIM 5D reimaginado: conheça o Rubk

blog

BIM 5D

BIM 5D reimaginado: conheça o Rubk

Pensando em lhe ajudar a combinar todas as informações que você já possui sobre a sua obra, o Rubk promete trazer um salto de eficiência e precisão para o orçamento da sua obra. Em uma plataforma em nuvem, fácil de utilizar e com diversas funções associadas a engenharia de custos, essa construtech vem ganhado destaque no mercado. Por isso, continuamos nossa série “Qual problema sua construtech resolve?” te apresentando o Rubk, um produto da Mega Sistemas Corporativos.

O que posso fazer no Rubk?

Focado em otimizar o controle e planejamento dos custos de obras, orientado pelos modelos desenvolvidos em BIM, o Rubk traz diversas facilidades dentro de uma plataforma em nuvem. Dessa forma, a utilização permite melhorar o controle dos custos na fase inicial e ao longo da obra para obtenção de indicadores. Esses indicadores então servirão para dar suporte na tomada de decisões.

Dentro do Rubk é possível realizar a extração de quantitativos conforme a disposição da sua EAP e então, combiná-los com diversas composições de custos, tanto públicas (como SINAPI) quanto próprias. Com isso, é possível realizar orçamentos precisos e atualizados automaticamente conforme as revisões dos projetos. Outra possibilidade é visualizar o projeto BIM em 3D da mesma forma que projetado na ferramenta inicial.

Rubk e o BIM 5D

Focado na etapa BIM 5D para geração de orçamentos de obras, a integração com o modelo é possível pois o sistema do Rubk foi pensado para seguir o conceito OpenBIM, e faz a leitura de arquivos no formato IFC, permitindo então a interoperabilidade entre softwares para a utilização da plataforma. “Nós acreditamos no Open BIM… não queremos que as empresas fiquem reféns de um único software”, explica Rafael Bahr, Produt Owner da startup.

O programa já vem com diversas bases públicas de composições de custos, como SINAPI, TCPO e outras que podem ser utilizadas para um desenvolvimento ágil de um orçamento. Ele também permite que estas composições sejam utilizadas como ponto de partida para configurar a sua própria composição. Por isso, esses bancos são atualizados constantemente dentro da própria ferramenta para os usuários.

Caso você queira criar do zero, o sistema permite que sejam criados e armazenados diversos padrões de composições, pois é muito comum que empresas trabalhem com diferentes padrões de imóveis, sistemas construtivos e materiais, e com isso, diferentes bases de custos para cada obra. Ainda é possível importar as composições que você já possui, para dentro do Rubk, através de planilhas de excel.

Por que utilizar o Rubk na minha obra?

A principal vantagem na utilização do Rubk é reduzir o processo de orçamentação da obra. Rafael explica que os dados coletados com a construtora Laguna, de Curitiba, usuária do Rubk, indicam uma redução de quantitativos de até 80% quando comparado as ferramentas tradicionais de orçamentação.

Outro ponto positivo na utilização do Rubk é que não é necessária a instalação de nenhum software e nem computadores ou dispositivos com grandes requisitos técnicos, mesmo para modelos complexos. “Temos projetos federados, com 15 disciplinas modeladas rodando na plataforma muito bem”, afirma Rafael.

Se você atua diretamente no desenvolvimento de orçamentos para obras, essa é uma ferramenta que definitivamente vale a pena conhecer.

Se você se interessou pelo Rubk, aproveite para escutar um bate-papo com o Rafael no quarto episódio do Cenário Construtivo!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Continue lendo:

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Se inscreva na nossa newsletter​

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail