Você conhece as dimensões da metodologia BIM? Descubra aqui!

Que a tecnologia BIM (Building Information Modeling) chegou para ficar e revolucionar a forma de elaborar e organizar projetos, os melhores profissionais e empresas da construção civil já sabem. Mas você conhece a fundo as dimensões da tecnologia BIM e a função de cada uma?

Por ser uma tecnologia relativamente nova, é normal que muitas pessoas não dominem por completo seus benefícios. Para entender como as dimensões da tecnologia BIM podem facilitar a sua vida na hora de projetar e programar uma obra, confira nossas dicas!

O que são as dimensões da tecnologia BIM?

São as fases de desenvolvimento de um projeto. Elas compõem a descrição da ideia, incluindo não apenas as representações gráficas, como também os custos e o tempo envolvidos, dentre outros aspectos.

Cada dimensão funciona como uma camada, pois acrescenta novas informações a determinado projeto, conforme o que for mais adequado para cada proposta, até atingir o maior detalhamento e compatibilização possíveis. Afinal, sabemos que, embora a importância de representações 2D e modelagens 3D seja inegável, elas não são suficientes para representar toda a complexidade de um projeto.

Quais as principais dimensões da tecnologia BIM?

Desde a representação gráfica até itens de segurança e sustentabilidade, o nível de cada dimensão da tecnologia BIM acrescenta informações preciosas a qualquer projeto.

3D BIM

É o nível mais conhecido, que inclui a parte de desenhos bi e tridimensionais. Aqui, são determinados, além do dimensionamento de paredes, esquadrias e pisos, o posicionamento de elementos mecânicos, hidráulicos, sanitários e elétricos.

É no 3D BIM que a compatibilização de projetos arquitetônicos e complementares é realizada, detectando conflitos e inconsistências antes de prosseguir à fase de execução propriamente dita. Assim, é possível evitar erros que comprometem o orçamento e o cronograma.

4D BIM

A dimensão 4D do BIM acrescenta o tempo ao desenvolvimento do projeto e execução da obra. O 4D BIM permite programar o período de execução de cada etapa, estabelecendo um cronograma interdependente e inteligente.

Outros benefícios dessa dimensão são o controle sobre o desenvolvimento da obra, uma vez que fica bem mais fácil observar sua evolução — desde que se mantenha o sistema bem atualizado — e a possibilidade de simular quanto tempo determinada fase levaria para ser concluída.

O segredo do 4D BIM é alternar técnicas e estratégias de projeto e execução até encontrar o melhor resultado.

5D BIM

Na dimensão 5D do BIM são incorporados os custos à modelagem do projeto. De acordo com tamanhos de paredes, tipos de revestimentos, coberturas e outros aspectos do projeto, o sistema calcula quantidades e valores, elaborando um orçamento completo.

Como os elementos projetuais — alvenaria, esquadrias, revestimentos e outros insumos — agora estão ligados a seus respectivos custos, quaisquer alterações vão gerar impactos em maior ou menor proporção sobre o orçamento total da obra. O principal benefício do 5D BIM é a racionalização do projeto, a fim de evitar o desperdício de recursos.

6D BIM

A dimensão 6D do BIM inclui conceitos que vão além dos convencionais. Nesse caso, está intimamente ligada à sustentabilidade, pois analisa questões de consumo de energia e desempenho das instalações.

Quanto ao projeto, as estimativas de consumo e gastos com energia podem ser realizadas ainda no começo do desenvolvimento, o que traz a enorme vantagem de poder ajustá-lo para reduzir o uso de energia elétrica para iluminação e condicionamento de ar, por exemplo.

O 6D BIM também permite a verificação dos gastos com energia durante o processo construtivo, o que abre oportunidades para escolher insumos e instalações de melhor desempenho.

7D BIM

O 7D BIM é relacionado a aspectos de gestão e manutenção das edificações e suas instalações, durante todo o seu ciclo de vida. Permite o controle dos tempos de garantia de diversos equipamentos, manutenções programadas ou preventivas, além da extração de dados relevantes, como status de componentes, manuais de operação, dentre outros.

É nessa dimensão que, no Brasil, é enquadrada a NBR 15.575 — Norma de Desempenho das Edificações, cujo cumprimento é obrigatório para todos os empreendimentos residenciais, desde sua data de publicação.

8D BIM

Por fim, a dimensão 8D do BIM adiciona ao modelo aspectos relativos à segurança. Funciona para prever riscos no processo de construção, bem como no de operação, promovendo sugestões que melhorem a segurança do trabalho e previnam acidentes.

Os maiores benefícios do 8D BIM são a colaboração empresarial para evitar acidentes, a otimização do desempenho corporativo e a facilidade de análise de dados em tempo real.

A tecnologia BIM é tão poderosa que inaugurou toda uma nova fase no mundo da arquitetura e da engenharia. Sem dúvidas, quem ainda não tira partido das vantagens oferecidas pelas dimensões da tecnologia BIM logo ficará para trás no mercado da construção civil.

Agora que você já tirou todas as suas dúvidas sobre as dimensões da tecnologia BIM e o que elas têm a acrescentar para seu projeto, baixe nosso e-book e saiba como implantar já a tecnologia BIM da sua rotina!

Deixe um Comentário