Thórus Engenharia
Ralo seco, ralo sifonado, ralo linear e ralo lateral: principais tipos de ralos e caixas sifonadas

blog

Ralo seco, ralo sifonado, ralo linear e ralo lateral: principais tipos de ralos e caixas sifonadas

As infiltrações em banheiros, sacadas e outras áreas molhadas são alguns dos mais frequentes motivos de chamada pós-obra. A escolha correta dos tipos de ralos, das posições e dos dispositivos de proteção vão te ajudar a reduzir esse problema.

Hoje, os principais tipos de ralos que existem no mercado são: quadrados, redondos, lineares e laterais, com ou sem sifão, saída lateral, articulada ou nos fundos.

E se você quer entender mais sobre como evitar estes problemas em seus projetos futuros e conhecer quais são os principais tipos de ralos, confira o conteúdo com a gente!

O que é um sifão?

Antes de partir para a explicação dos principais tipos de ralos, é importante você entender o que é um sifão. Bom, ele é um sistema que impede o retorno do ar presente dentro das tubulações. Ele faz com que o líquido captado pelo ralo, pia ou vaso sanitário funcione como uma barreira para o retorno do ar.

Ou seja, o sifão ajuda a evitar o retorno de gases e mau cheiro que estão nas tubulações do esgoto sanitário. Segundo a NBR 8160 (Sistemas prediais de esgoto sanitário – Projeto e execução), todos os dispositivos devem possuir desconectores, e no caso de pias e lavatórios, o sifão é o responsável por evitar esse retorno.

Conheça os principais tipos de ralos

Pode parecer estranho, mas muitas pessoas não sabem que existem diferentes tipos de ralos e nem em qual momento ele é preciso ser comprado na obra. Mas isso é bem mais comum do que se imagina. 

Isso porque quando estamos idealizando o projeto do banheiro dos sonhos, por exemplo, o que logo vem em mente são os tipos de revestimentos da parede e da bancada, qual cuba será ideal para o ambiente e entre outros. Contudo, acabamos esquecendo de algo super importante para que tudo isso funcione direito, os ralos.

  Eles são geralmente os últimos a serem lembrados na hora do projeto, e por esse motivo, a importância de escolher o ralo certo vai fazer toda a diferença no final da obra. 

Agora, para ficar por dentro desse assunto e nunca mais esquecer e nem errar na escolha, conheça os principais tipos de ralos. Acompanhe!

Ralo seco

Um dos principais tipos de ralos mais conhecidos, é o tradicional ralo seco, que não possui o sifão. Os ralos secos não podem ser ligados diretamente na rede de esgoto, pois permitiram o retorno de mau cheiro da rede. 

Ou seja, a água escoa logo quando entra no ralo, deixando assim, o caminho livre para os gases do esgoto retornarem pela tubulação. Esse tipo de ralo é comumente usado em chuveiros. 

A solução adotada em sistemas de esgoto é conectar esse ralo em uma caixa sifonada próxima. Nos sistemas de drenagem, este ralo pode ser ligado em uma rede que esteja sifonada no térreo, diretamente na caixa de drenagem.

Ralo Sifonado

O ralo sifonado também é considerado um dos principais tipos de ralo da família dos tradicionais, ele possui um sistema de sifonagem. A maioria desse modelo de ralo permite a ligação de outras instalações com 40mm, como lavatórios e banheiras.

É o principal responsável por impedir que o mau cheiro retorne para o ambiente. O ralo sifonado funciona como um sifão de pia. Mas o que isso quer dizer? Que ele tem uma espécie de “bolsinha”, onde fica reservada um pouco de água parada para evitar que os gases retornem ao local.

O tipo de ralo sifonado pode ser usado no chão da cozinha, banheiro ou até mesmo no quintal.

Ralo linear

Já o ralo linear, é um modelo que facilita o caimento do ambiente, diminuindo os cortes das peças. Alguns ralos lineares permitem o encaixe de várias peças, possibilitando posicionar o ralo em toda a lateral do ambiente. Existem marcas que disponibilizam os ralos “invisíveis”, como o próprio nome sugere, ele traz mais discrição ao ambiente.

Existem dois tipos de materiais que são bem conhecidos usados nos ralos lineares: plásticos e inox. Eles são acoplados na caixa sifonada e podem ser instalados no box do banheiro ou em outros tipos de ambientes que necessitam de ralos. 

Caso for usado este modelo, é necessário deixar o rebaixo para instalação quando estiver fazendo o contrapiso.

Caixa sifonada

As caixas sifonadas e os ralos são importantíssimas na hora da instalação do esgoto, sabia? O motivo está atrelado a como eles neutralizam o mau cheiro, deixando bem longe da sua construção. 

A caixa sifonada basicamente é um ralo sifonado sem a grelha, que é adaptada ao piso para coletar a água utilizada na pia, descarga ou chuveiro e, também em áreas externas, como a água da chuva. Normalmente é utilizado para proteger os ralos secos, ou equipamentos que não possuem sifão, do retorno de mau cheiro.

Ralo Lateral

Já o ralo lateral é um lançamento exclusivo da Tigre, que permite a instalação na parede, eliminando o corte do piso para realizar o caimento. Ele tem entrada para a ligação do lavatório e também sifão.

Este tipo de ralo de banheiro lateral garante o melhor escoamento dos resíduos líquidos. Além disso, ele tem uma aparência agradável e prática e é muito indicado para banheiros, lavanderias e sacadas. É a opção perfeita para ambientes que pedem eficiência e simplicidade.

É possível embutir o ralo dentro da estrutura?

Em determinadas situações, não podemos instalar os ralos sifonados que ficam com a caixa aparente abaixo da laje. Por isso, não recomendamos embutir na estrutura

Isso porque nenhum tipo de conexão é feita dentro da estrutura, porque a manutenção obrigatoriamente causará danos no sistema e ficará mais cara. Ao embutir um ralo na estrutura, é inevitável que a ligação entre o ralo e a tubulação seja concretada junto.

Para casos em que esta situação seja inevitável, recomendamos instalar ao redor da tubulação, dispositivos que façam com que as peças não trabalhem em conjunto com a estrutura, deixando peças “soltas” dentro da estrutura.

Por que o cheiro volta na tubulação?

O retorno do mau cheiro acontece basicamente por 5 motivos:

Instalação sem sifão

Quando o sistema de drenagem ou esgoto foi realizado sem equipamentos que impeçam o retorno do mau cheiro.

Evaporação da água que faz a sifonagem

Ambientes com equipamentos raramente ou muito pouco utilizados, é comum que a água depositada na caixa e que serve como barreira, evapore, permitindo o retorno do mau cheiro.

Ligação sem ventilação

A tubulação de ventilação permite a equalização da pressão dentro da tubulação com a pressão externa. Quando não existe a ventilação, o líquido que faz a sifonagem pode ser sugado para a rede, permitindo que o cheiro retorne para o ambiente.

Ligação em regiões de sobrepressão

Regiões de sobrepressão, ou pressão positiva, não podem ter ligações de esgoto ou drenagem. Essas regiões ficam próximas dos desvios de prumadas, que ocorrem normalmente nos andares mais baixos dos edifícios. 

A ligação de equipamentos em regiões de sobrepressão ocasiona o borbulhamento do ar presente na tubulação, ou seja, a saída do ar mesmo existindo o sifão.

A água parada no ralo com mau cheiro

Ralos que são raramente utilizados podem “estragar” a água presente na caixa sifonada. Para resolver esta situação basta fazer a limpeza do ralo e trocar a água.

 

 

A Norma de Desempenho ABNT NBR 15575, em seus requisitos gerais, demanda atenção dos construtores com o quesito “habitabilidade”. Dentro deste aspecto, a norma avalia dois itens que estão diretamente ligados ao conteúdo deste post:

  • Estanqueidade da água;
  • Saúde, higiene e qualidade do ar.

Portanto, para evitar futuras dores de cabeça geradas por problemas pós-obra relatados pelos moradores, e garantir que seu projeto está atendendo a norma de desempenho, saber quais são os principais tipos de ralos para usar e onde posicioná-los, é de suma importância!

Agora que você já conhece os principais tipos de ralos, que tal se inscrever em nossa newsletter e ficar por dentro de materiais como este?

3 respostas

  1. queria colocar o ralo linear na minha obra, mas a mão de obra não tem conhecimento suficiente para instalar. Necessário cursos para os trabalhadores ou videos que mostrem detalhadamente a instalação. Como fazer para ligar o ralo linear a uma caixa sifonada ou daria pra ligar sem a caixa sifonada? e o mau cheiro e a retenção de detritos?

    1. Se não me engano o próprio ralo linear ja é uma caixa de sifonada, na verdade voce terá que retirar a caixa sifonada para instalar o ralo linear, acho que é isso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Continue lendo:

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Se inscreva na nossa newsletter​

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail