Skip to content

Shaft Modular: O que é? Como instalar? Quanto custa?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Os shafts, também chamados de mocheta ou dutos, são aberturas verticais para a passagem de tubulações, sobretudo para instalações hidrossanitárias e elétricas. A ideia é que ele sirva de fechamento para essas instalações e possibilite futuras inspeções. Esta é uma solução comumente implantada em banheiros, áreas de serviços, cozinhas e hall dos edifícios, para solucionar e acomodar prumadas.

Com os avanços focados na industrialização da construção, para modernizar processos, aumentar a produtividade e gerar economia para a obra, surgiu o Shaft Modular, desenvolvido pela JP Solutions.

O que é shaft modular?

O shaft modular é um artefato de cimento que pode ser utilizado para construção de dutos (elétricos, hidráulicos, ventilação etc.). Ele surgiu para modernizar o sistema de fechamentos shaft/mochetas convencionais. O produto é de fácil instalação, feita com assentamento com argamassa colante e dispensa algumas etapas que seriam utilizadas na alvenaria convencional como o chapisco e reboco.

A intenção do shaft modular é modernizar o mercado da construção civil, aumentando a produtividade e a qualidade nas obras.

O produto

Os artefatos de cimento são vibroprensados e possuem uma alta resistência, dessa forma, eles podem receber qualquer tipo de acabamento, como massa corrida, cerâmica ou porcelanato. Por isso, o material pode se adaptar a diversos ambientes, fornecendo várias opções de acabamento.

O produto vem em dimensões padrão de fábrica, porém, isso não o torna menos adaptável. Ele pode ser disposto de várias formas, além de poder sofrer ajustes de tamanho na hora da instalação possibilitando uma grande gama de aplicações.

Dimensões do produto:

Altura – 19cm

Comprimento – 80cm

Lateral Menor – 13cm

Lateral Maior – 23cm

Imagem: Dimensões do shaft modular.

 

Nas imagens abaixo é possível identificar que o produto pode ser utilizado em diversas soluções, além de possuir uma pequena espessura, ocupando pouco espaço do ambiente.

Como é feita a instalação do shaft modular?

Antes de pensarmos na instalação do shaft, vale lembrar que independente do modelo escolhido, a fase de projeto é essencial. Assim, a execução seguirá o planejado e você evitará erros ou imprevistos.

A instalação do shaft modular, no geral, se dá de forma bem simplificada e não requer mão de obra especializada. O shaft pode ser instalado antes ou depois do reboco do restante da alvenaria do ambiente. Ela segue os seguintes passos:

1 – Nivelar e fixar a primeira peça (shaft modular de cimento) com massa de assentamento; fazer o graute na peça para fixação das tubulações hidráulicas.

2 – Após o encaixe da primeira peça, devem ser colocadas as próximas, utilizando argamassa entre elas sempre conferindo o prumo e nível.

3 – Após isso a peça deve ser fixada na alvenaria com argamassa.

4 – As tubulações hidráulicas e elétricas devem ser fixadas na peça

5 – Seguir instalação até a altura desejada. Acabamento no teto.

Vantagens do shaft modular

  • Dispensa a aplicação de reboco ou chapisco;
  • Se adapta a todos os métodos construtivos;
  • Alta resistência;
  • Evita desperdícios;
  • Atende as normas de desempenho;
  • Evita improvisos durantes a obra;
  • Reduz em até 90% a geração de resíduos na obra;
  • Agilidade durante a instalação;
  • Padronização de medidas e processos executivos na obra;
  • Melhora da qualidade (através de um serviço padronizado);
  • Dispensa mão de obra especializada;
  • Permite melhor uso da área útil dos ambientes ao economizar profundidade (a peça tem apenas 3cm de espessura).

Alternativas para o shaft modular

Além do shaft modular, outros tipos de shafts são encontrados no mercado, como o shaft em EPS, o shaft drywall (gesso) e o shaft de alvenaria convencional. Vamos entender um pouco mais sobre eles.

Shaft de alvenaria convencional

O modo convencional de se fazer o shaft é com a própria alvenaria da obra. Porém, quando comparado a processos de shafts industrializados, ele pode não ser tão rentável. Trouxemos um comparativo entre o uso de shaft modular e convencional.

Apesar do custo inicial com material ser um pouco mais caro do que a alvenaria convencional, em questões de produtividade, tempo e mão-de-obra, o preço final do shaft modular acaba se tornando mais econômico (segundo estudo realizado pela JP Solutions)

 

Shaft em EPS

O shaft em poliestireno expandido (EPS) é outra opção. Por seu material ser fácil de recortar, se adequa muito bem aos ambientes. Esse tipo de shaft não necessita de chapisco e permite que o acabamento seja aplicado diretamente.

Outra vantagem é que o EPS não serve como base para proliferação de fungos, podendo ser aplicado em ambientes úmidos, sem problema algum.

Shaft drywall (gesso)

Nós já falamos aqui um pouquinho sobre drywall como uma tendência de construção a seco. Da mesma forma, as placas de gesso acartonadas podem ser utilizadas em shafts, devido ao seu acabamento. Nesse caso, a diferença é que as placas precisam ser resistentes a umidade, ou mesmo, impermeabilizadas.

Porta shaft

Uma opção que pode ser adicionada durante a instalação do shaft é uma porta. Ela trará mais facilidade no caso de manutenções futuras. Dessa forma, o acesso será simples e funcional.

Neste artigo buscamos trazer até você uma solução existente no mercado que promete reduzir custos de forma indireta em sua obra, aumentando significativamente a produtividade na execução dos shafts e reduzindo o custo com mão-de-obra.

Porém, um ponto muito importante para definir a economia ocorrerá de fato, é forma de contratação da mão-de-obra. Caso você opte por terceirizar a mão-de-obra, é fundamental que este sistema seja levado em consideração durante a negociação.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre shafts modulares? Então se inscreva na nossa newsletter para receber mais conteúdos sobre a construção civil!

 

Continue lendo:

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail