Thórus Engenharia
Iluminação natural: benefícios e estratégias

blog

iluminação natural

Iluminação natural: benefícios e estratégias

O isolamento social é uma das principais maneiras de conter o avanço da Covid-19. Mas, ficar muito tempo isolado pode trazer consequências negativas ao corpo: como a falta da vitamina D, um micronutriente que desempenha diversas funções do corpo e auxilia no funcionamento do sistema imunológico.

A principal maneira de obtê-la é por meio da exposição solar. Por isso, é muito importante pensar no sistema de iluminação natural do seu empreendimento. Além de contribuir para a eficiência energética, ele pode ajudar a manter a saúde em dia.

Luz natural e sua importância

A iluminação natural está ligada ao ciclo circadiano que ajuda a regular os processos fisiológicos do ser humano. Ele funciona como um relógio. A exposição à luz pode alterar o nível de alerta, o humor, temperatura corporal etc.

As colorações de luz, durante o dia, também influenciam nas necessidades humanas. Por exemplo, ao meio-dia, quando a luz é mais azulada, ficamos mais atentos por causa das reproduções de cores que são mais fiéis. No fim do dia, a luz fica mais avermelhada. Isso contribui para acalmar o nosso corpo, e o prepara para dormir.

A exposição à luz também contribui para a saúde mental, regulação hormonal e disposição. A luz natural pode ser usada como fonte de energia, sendo captada por meio de painéis coletores.

Leia também: Qual sistema de iluminação de emergência adotar no seu empreendimento?

Por que valorizar a iluminação natural no seu empreendimento?

  • Economia

O uso da iluminação artificial representa um grande gasto mensal. Por exemplo, em empreendimentos comerciais, esse custo pode representar 22%.  Um sistema de iluminação natural pode contribuir muito para reduzir esses gastos, começando pelas vistas da edificação.

  • Vistas

Além de garantir uma boa visão da paisagem, vistas bem elaboradas e grandes mostram ao usuário a mudança na claridade exterior. Assim, informa-o sobre o tempo, a hora do dia, alteração do clima e alivia sensações de claustrofobia e aborrecimento. Excluindo a necessidade de deixar as luzes artificiais ativadas o tempo todo.

Dessa forma, é possível estabelecer contato com o mundo de fora, aumentando a produtividade, aliviando a sensação de solidão e estresse, além, claro, de economizar na conta no final do mês.

Como garantir a iluminação natural no seu edifício?

Os profissionais responsáveis por elaborar essas ideias são os arquitetos e designers de interiores. Eles têm a função de estudar o comportamento do sol, por meio da carta solar, e pensar na melhor solução para garantir a iluminação natural nos ambientes internos de uma edificação.

Para garantir isso, é preciso manipular as entradas de luz, de modo que elas alcancem maior profundidade sem perder a intensidade. Algumas estratégias são: claraboia, átrio central, prateleira refletora (light-shelf), poço de luz, refletores externos, optar por cores claras nos ambientes internos, as quais refletem mais a luz, entre outros. Assim, o arquiteto deve “brincar” com materiais refletores e transmissivos de luz, para que ela seja difundida de forma equilibrada.

Um elemento importante, que influencia na passagem de luz natural, é o vidro, pois é através dele que a luz chegará aos ambientes, ou seja, pela sua transmissão luminosa. Em fachadas, onde a luz solar incidente é forte, se recomenda utilizar vidros Low-e (baixo emissivos), além de, componentes de sombreamento como: brises, beirais, cortinas e persianas. Estas estratégias controlam a intensidade da iluminação direta, trazendo mais conforto ao usuário.

Outro fator que impacta no desempenho lumínico, é o entorno da edificação. Sombreamento e refletividade adjacente de outras construções são fatores a serem considerados para a aplicação de estratégias de iluminação natural.

Se esse conteúdo foi útil para você, não deixe de compartilhar. Aproveite e se inscreva na nossa newsletter e se mantenha informado sobre conteúdos da construção civil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Continue lendo:

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Se inscreva na nossa newsletter​

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail