Thórus Engenharia
Você sabe como fazer a instalação elétrica em paredes de drywall?

blog

Você sabe como fazer a instalação elétrica em paredes de drywall?

Versátil, o drywall tem sido cada vez mais utilizado em projetos arrojados, inovadores e inteligentes. Seus componentes são recicláveis, e a matéria-prima do gesso (gipsita) não gera descartes tóxicos. Diferente da alvenaria convencional (no caso de paredes), é um sistema construtivo que apresenta redução nos resíduos da obra, menor custo com transporte – por ser mais leve -, além de ter um desempenho acústico superior a alvenaria, pois é possível adicionar lã mineral ou de vidro em seu vão interno, aumentando a atenuação dos ruídos de um ambiente ao outro.

Considerado uma tecnologia limpa, apresenta somente 5% de resíduos na obra, quando comparado com métodos tradicionais, que podem chegar a 30% dos métodos tradicionais.

As paredes de drywall são compostas de guias de piso, parede e teto, além de possuir os perfis montantes, responsáveis pela sustentação das paredes, e as placas de fechamento em gesso.


Fonte: casa.abril.com.br

As instalações elétricas não diferem do padrão e das normas já estabelecidas. Entretanto, há diferença na forma como as caixas de PVC são fixadas na parede, por não ser necessário quebrar a parede para chumbar as caixas com cimento. Existem no mercado, materiais exclusivos para drywall.

[rock-convert-cta id=”13561″]

Infraestrutura exclusiva para drywall

As caixas de PVC como da imagem abaixo foram desenvolvidas para utilização no drywall. Possuem os cantos arredondados, para facilitar o recorte da parede que deve ser feito com serra copo de 60mm. Portanto, o ideal é que uma das faces da parede já esteja na vertical, fixada nos montantes. Essas caixas de PVC possuem duas protuberâncias pontiagudas em sua parte traseira, elas têm a finalidade de demarcar o centro da serra copo.


Fonte: adaptado de: lojatudo.com.br

Após encaixar a caixa no orifício criado na parede, travas devem ser adicionadas para que as mesmas permaneçam nessa posição. Vários fabricantes desenvolveram dispositivos para esse fim, como na imagem abaixo.

Os modelos mais comuns de caixas apresentam seis orifícios para entrada do eletroduto que contém a fiação elétrica ou de telecomunicação. Os módulos de tomada, telefone, espelhos e suportes para espelhos são os mesmos utilizados para construções em alvenaria, porém, como mencionado anteriormente, a instalação elétrica deve ser executada da mesma forma.

[rock-convert-pdf id=”11716″]

E os quadros de distribuição?

Com relação aos quadros para disjuntores e distribuição de comunicação, não há ainda modelo exclusivo para esse método construtivo. Nesse caso, o comum é instalar guias horizontais sob e sobre o quadro, que deve ser aparafusado nessas guias adicionais. O quadro deve ter tamanho e quantidade de eletrodutos já dimensionado nos projetos executivos. Assim, as chapas de drywall devem ser recortadas na posição correta do quadro antes de fixar nos montantes.

Infraestrutura convencional em drywall

Alguns construtores preferem utilizar as caixas tradicionais, pois sua instalação é similar a utilizada nos quadros de distribuição e há a alegação de que as caixas ficam mais firmes dessa forma. Para isso é necessário adicionar algumas guias horizontais ou fixá-las nos montantes, na vertical, conforme na imagem abaixo. A abertura na chapa de drywall para ter acesso à caixa, deve ser feita antes de fixá-lo.

 

Raul Pedro Eskelsen

Engenheiro Eletricista, Thórus Engenharia

 

Fontes:

Leroy Merlin

Visao Noticias

Arquitetando com a Fabi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Continue lendo:

GOSTOU DO CONTEÚDO?

Se inscreva na nossa newsletter​

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail