Skip to content

Como fazer um estudo de viabilidade de forma rápida antes de comprar um terreno

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A decisão de comprar um terreno muitas vezes é tomada sem ter todos os dados para saber se o empreendimento é lucrativo ou não. A prática do estudo de viabilidade já é bastante difundida entre os profissionais da construção civil, porém muitos investidores que entram no mercado da construção buscando diversificar seus investimentos, ainda desconhecem este conceito. Por isso fizemos uma planilha que em poucos minutos você consegue ter valores para dar ou não sequência na negociação. Você precisa apenas de 4 informações:
– Preço do terreno;
– Estimativa do tamanho da obra;
– Preço médio de vendas das unidades;
– Custo da obra por m².

Baixe aqui.

 

Como usar a planilha:

 

Dados básicos da obra

Área à construir – preencher área total do empreendimento.

 Custo por m² – Valor do CUB de sua região ou valor que você constrói.

 Valor do terreno dinheiro – O valor em dinheiro pago pelo terreno. Em caso de 100% permuta, pode deixar em branco.

Valor do terreno permuta – Valor dos imóveis que serão dados em permuta pelo terreno, em caso de não ter permuta, pode deixar em branco.

 

Dados de vendas dos aparatamentos, salas comerciais e vagas de garagem adicionais

Coluna tipo de unidade – Preencher nome das unidades.

Coluna quantidade – Número de unidade.

Valor por unidade – Valor médio de venda das unidades.

 

Custos indiretos relativos as vendas das unidades

Corretagem – Estimativa de custos com as imobiliárias, o percentual pode ser alterado com o valor praticado por vocês.

Impostos – Valor base de impostos pagos, podem ser alterados conforme sua classificação tributaria.

 

Custos diretos (investimento)

É o valor de desembolso do empreendimento

Custo da obra – Valor estimado de custos diretos da obra em valor presente.

Terreno – Somente repete o valor pago em dinheiro na primeira etapa.

 

Resultado

VGV – Valor da venda de todos as unidades do empreendimento em valor presente;

Custos Indiretos – Custos relativos a venda das unidades em valor presente;

Custos diretos – Custo de desembolso do empreendimento em valor presente;

Lucro – Valor que sobra ao final do empreendimento em valor presente;

Lucratividade – Lucro/Custos diretos.

Agora que você já sabe como fazer um estudo de viabilidade de forma rápida, compartilhe este post com seus colegas de profissão nas redes sociais!

Bom proveito.

Continue lendo:

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail