Skip to content

Você sabe o que é certificação AQUA-HQE?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Certificação AQUA-HQE

O Processo AQUA-HQE é uma certificação internacional da construção sustentável. Foi desenvolvido a partir da certificação francesa Démarche HQE (Haute Qualité Environnementale) e aplicado no Brasil pela Fundação Vanzolini.

Como surgiu no Brasil, possui referenciais técnicos elaborados com base em aspectos mais específicos do país, dentre eles a cultura, clima, normas técnicas e leis. E ainda, propõe um olhar mais sustentável às construções nacionais, buscando por inovações e melhorias no desempenho.

A aplicação permite redução do consumo de água, energia, CO2 e matérias-primas nas edificações, o que aumenta a qualidade de vida dos usuários e vai além: beneficia o desenvolvimento socioeconômico e ambiental da região.

Neste post mostraremos um pouco sobre este selo; como obtê-lo e quais são as principais vantagens em aderir à certificação.

Como surgiu?

Foi a primeira norma brasileira para certificação de construções sustentáveis, com criação em 2008. Inicialmente, o selo contava com validade apenas nacional.

Em 2013 surgiu a Rede Internacional de Certificação HQE™, unificando critérios e indicadores globais, certificada pelo órgão Cerway e baseada nas premissas da certificação HQE francesa. Houve então um alinhamento de parâmetros para que fosse possível comparar os critérios analisados de forma global, porém respeitando as características e especificidades de cada país. A Fundação Vanzolini fez um acordo com a Cerway e passou a ser, em 2014, a representante no Brasil da rede de certificação HQE™. O Processo AQUA transformou-se em AQUA-HQE, uma certificação com identidade e reconhecimento internacional.

Principais vantagens?

Dentre algumas das principais vantagens em realizar a certificação da construção, daquelas citadas pela Fundação Vanzolini, pode-se destacar:

  • Para o empreendedor: comprovar a qualidade ambiental da sua construção; associar a imagem da empresa à Alta Qualidade Ambiental; reconhecimento internacional; diferenciar seu portfólio no mercado.
  • Ao usuário: economia direta no consumo de água e energia elétrica, menores despesas condominiais gerais (água, limpeza, manutenção e conservação); melhores condições de conforto e saúde; consciência de contribuição para o desenvolvimento sustentável.
  • Sociedade e meio ambiente: menor demanda sobre as infraestruturas urbanas; menor demanda de recursos hídricos; redução da poluição; melhor aproveitamento da infraestrutura local; menor impacto à vizinhança; melhor gestão de resíduos sólidos.

Como obter?

O empreendimento será certificado quando constatado atendimento aos critérios dos Referenciais de Certificação, de acordo com a tipologia do empreendimento. A certificação requer a implantação de um Sistema de Gestão do Empreendimento (SGE) e também o atendimento das 14 categorias de Qualidade Ambiental do Empreendimento (QAE), distribuídos nas seguintes maneira:

  1. Relação do Edifício com seu entorno;
  2. Escolha Integrada de Produtos, Sistemas e Processos Construtivos;
  3. Canteiro de Obras De Baixo Impacto Ambiental;
  4. Gestão da Energia;
  5. Gestão da Água;
  6. Gestão de Resíduos de Uso e Operação do Edifício;
  7. Manutenção – Permanência do Desempenho Ambiental;
  8. Conforto Higrotérmico (ausência de desconforto térmico);
  9. Conforto Acústico;
  10. Conforto Visual;
  11. Conforto Olfativo;
  12. Qualidade Sanitária Dos Ambientes;
  13. Qualidade Sanitária Do Ar;
  14. Qualidade Sanitária Da Água,

Cada uma das 14 categorias do AQUA-HQE pode ser classificada no nível Base, Boas Práticas ou Melhores Práticas e cabe ao empreendedor definir quais categorias atingirão a classificação máxima, intermediária ou mínima, de acordo com sua estratégia de sustentabilidade e o contexto da edificação.

Para um empreendimento ser certificado AQUA-HQE, o empreendedor deve atender a um perfil mínimo de desempenho com três categorias no nível Melhores Práticas, quatro categorias no nível Boas Práticas e sete categorias no nível Base, conforme imagem abaixo.

Certificação AQUA-HQE

Fonte: https://vanzolini.org.br/aqua/certificacao-aqua-em-detalhes/

São feitas três auditorias presenciais ao longo do desenvolvimento do empreendimento, a fim de verificar que todos os critérios de sustentabilidade foram atendidos sendo elas: Fase Pré-Projeto, Fase Projeto, Fase Execução. Na imagem abaixo é possível ver um escopo do que é analisado e entregue em cada uma das etapas:

Certificação AQUA-HQEFonte:https://vanzolini.org.br/aqua/certifique-o-seu-empreendimento/

Variações no custo

Ao optar por uma certificação ambiental o custo inicial de uma edificação pode aumentar cerca de 1% a 3% (para empreendimentos residenciais) e de 3% a 7% (para imóveis comerciais), dependendo do projeto e das soluções escolhidas.

Porém, quanto maior o porte da obra, menor será o impacto que isto causará no orçamento final. Nesse aspecto, é importante um olhar em longo prazo, pois muitas vezes esse aumento no custo acaba retornando na forma de economia ao longo da utilização do empreendimento, ou pela valorização que isto pode trazer para o imóvel. Estudos do grupo Real Estate da Poli-USP mostram que o valor de venda de um Green Building pode aumentar em até 20%. Enquanto o valor do condomínio tem uma redução média de 30%, levando em conta as reduções do consumo de energia, água e do custo operacional do edifício com manutenção e reformas.

Tomando como exemplo o edifício Dom Batel, empreendimento residencial do Sul do Brasil, as especificações de projeto garantem uma redução mínima de 50% no consumo de água – através da instalação de sistemas economizadores, aproveitamento de águas pluviais para irrigação e limpeza e recirculação de água quente – e de 23% de energia – com a utilização de sensores de presença, lâmpadas e equipamentos mais eficientes para o uso da área condominial.

Conhecendo um pouco mais sobre o processo AQUA-HQE é possível perceber sua intenção de fomentar e premiar as boas práticas sustentáveis e a utilização consciente de recursos na construção civil. Para empresas que possuem uma preocupação voltada às questões ambientais, estão em busca de novas tecnologias para aplicar em seus empreendimentos, ou ainda, querem ter um diferencial em sua marca, além de serem reconhecidas por adotar práticas mais sustentáveis, a certificação pode ser uma boa opção.

Thássia Heloise Bernardi
Estudante de Engenharia civil, 9º Semestre – UDESC.

Fontes:

Portal Vanzolini

Clique Arquitetura

Continue lendo:

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail

Gostou do conteúdo?

Se inscreva na nossa Newsletter

A cada duas semanas, um conteúdo exclusivo em seu e-mail